quarta-feira, 22 de julho de 2009

Thieves Like Us em São Paulo


O trio sueco/americano Thieves Like Us (nome da banda refere-se a uma música do New Order) se apresenta no Clube Glória no dia 01 de agosto (sábado) na festa fashionista Crash of Colors.

Mais informações no site oficial da casa.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Cat Power @Via Funchal



A voz aveludada de Chan Marshall aqueceu a gelada noite paulistana neste sábado

Depois de dois anos Cat Power retorna a São Paulo. O intervalo até que parece pequeno, mas não para os fãs que não puderam assistir ao seu show em 2007 (os ingressos acabaram no primeiro dia aqui em São Paulo) tiveram neste sábado (18 de julho) uma segunda chance.

A voz aveludada de Chan Marshall aqueceu a gelada noite paulistana por cerca de duas horas. Acompanhada da banda The Dirty Delta Blues, ela veio mais uma vez ao encontro de seus fãs, dessa vez no Via Funchal. O espetáculo começou com uma versão do The Animals, "House Of The Rising Sun", seguido apenas de um “Oi” para cumprimentar a plateia de aproximadamente três mil fãs, que em meio a aplausos declaravam seu amor pela cantora.

As músicas que comandaram o set list foram as do seu último disco, Jukebox (2008), como a versão acizentada para a música de Frank Sinatra, "New York, New York", "Lord Help the Poor and Needy", de Jessie Mae Hemphill, a sua própria versão de "Metal Heart" (Moon Pix, 1998) momento mais emocionante, acredito, para os fãs que gostam dos trabalhos mais antigos da cantora, além da versão blues de "Blue", da cantora folk Joni Mitchell, "Lost Someone", de James Brown, "Ramblin' (Wo) Man" de Hank Williams, nesta hora, Chan se agacha e parece sussurar no ouvido de cada um daquela multidão os versos "I love you baby, but you gotta understand / When the lord made me / He made a ramblin´ (wo)man", já "Song to Bobby", homenagem a Bob Dylan e única música autoral de Jukebox, ficou quase para o final do show.

Nas aproximadas duas horas de show, músicas do álbum The Greatest (2006) como "Live in Bars" e a homônima do disco (que faz parte da trilha sonora do longa My Blueberry Nights, 2007) couberam no repertório.

A noite ainda contou com duas surpresas para quem não esperava que ela arriscasse antigos sucessos: uma versão um tanto infeliz de "I Don’t Blame You" (You are Free, 2003) e a belíssima "Sea of Love" (The Covers Record, 2000, trilha sonora também do filme Juno, 2007).

"Angelitos Negros", do cubano Antonio Machin, encerrou a noite, de uma forma quase triste se não fosse seguido de um momento em que os fãs puderam se aproximar e receber flores e autógrafos da cantora que mais uma vez emocionou São Paulo.